sábado, 7 de setembro de 2013

TROVINHAS POPULARES

Se eu fosse podre de rico,
Não seria boiadeiro.
Morava em casa alugada
Lá no Rio de Janeiro.

Pescador levanta a vela,
Joga a rede com cuidado.
O peixe está te esperando
Nas águas do mar salgado.

Lá em cima daquele morro
Tem um pé de abricó.
Quem quiser casar comigo
Vá pedir pra minha avó.

Açucena dentro d'água
Atura quarenta dias.
Meus olhos fora dos teus
Não aturam nem um dia.

O sol vê cair a chuva,
Escondido atrás da serra.
Ele sabe que, sem chuva,
Não cresce a planta na terra.