terça-feira, 8 de novembro de 2016

ACRÓSTICO


F ácil demais amar
E ssa minha menina de
R ara beleza e brilho.
N ada permanece igual
A pós a sua chegada.
N ada tem a mesma alegria
D epois da sua partida.
A mo você até a Lua; ida e volta.

segunda-feira, 31 de outubro de 2016

O CALDEIRÃO DA BRUXA gláucia lemos


Gato,
Sapo,
Rato
E cordão de sapato.
Tudo na mesma panela,
Pó de café,
Botão de boné
E unha do dedão do pé.
Mexe com fé
E joga tempero nela,
Joga tempero nela,
Joga tempero nela.

Comida de bruxa
É um luxo

Para o bruxo.




quarta-feira, 12 de outubro de 2016

MINHAS MENINAS




São duas meninas lindas
mas são muito diferentes.
Elas enchem de orgulho
o coração da gente.
Às vezes trocavam de nome
para a mãe confundir.
Quando chamava a mais nova,
quem vinha era a outra, a sorrir.
Uma é óleo, outra é água, acreditem!
Uma se parece com a mãe, dizem
a outra lembra o pai também.
Uma fala demais, gesticula, interpreta
a outra é mais quieta.
Uma só come a casca do pão
a outra come o miolo, por que não?
Uma só ¨pink¨queria usar
A outra, só cinza queria comprar.
Mudar minhas meninas, nem mesmo tente
pois cada qual tem seu encanto.
Uma é sãopaulina doente
A outra torce pro Santos.
Uma adora curtir o momento
a outra planeja, pondera, sente.
São cheias de talento
mas são muito diferentes
São duas meninas lindas

que aprenderam a ser gente.

PÉROLAS DA EDUCAÇÃO 34

_ O que vocês fizeram de gostoso nas férias?

_ Fui pra casa da minha avó.

_ Ajudei meu pai a catar latinhas pra reciclar.

_ Aprendi a fazer cachecol com minha mãe.

_ Fui passear na casa do meu pai.

_ Cuidei do meu irmão, soltei pipa e escrevi uma cartinha pra você, professora.

_ Passei BARBOSA nas pernas pra ver se nasce pêlo.

PÉROLAS DA EDUCAÇÃO 27

_ Professora, eu se dei bem!

_ Eu ME dei bem.

_ Tá. Nóis se demu.

domingo, 14 de agosto de 2016

PAIS


Vamos celebrar os pais. Pai e mãe são igualmente importantes e necessários na vida um filho.

Vamos celebrar os pais sensíveis, que nascem junto com seus filhos, e que se tornam fortes e corajosos, quando lutam bravamente para conviver com eles.

Vamos celebrar os pais que dão equilíbrio, que conhecem seus filhos porque convivem com eles, sabem do que gostam, conhecem sua comida preferida, o melhor amigo, os pais que sabem até onde seus filhos vão sozinhos e a partir de onde podem e devem se fazer presentes para ajuda-los a crescer e se desenvolver.

Vamos celebrar os pais que são bobos, que brincam, viram crianças com seus filhos, sem se esquecer que pais também corrigem, impõem limites, cobram.

Vamos celebrar os pais que compartilham do trabalho doméstico e de seus problemas, dos desafios de cada dia, da educação escolar de seus filhos.

Vamos celebrar os pais engraçados, bem humorados, pois ensinam seus filhos a rir da vida, a serem mais leves e menos estressados, pois a vida exige mesmo de vez em quando que a gente ria dela.

Vamos celebrar os pais que sabem ouvir com atenção o que os filhos têm pra contar, que demonstram seus sentimentos, que sabem chorar, que soltam pipa, que vão na cama dar boa noite.  

Tenham todos um lindo e feliz dia dos pais, bem pertinho de seus filhos. Um grande abraço.

 

sábado, 13 de agosto de 2016

CAFÉ DA MANHÃ


Bom dia, pai,
vamos tomar um café juntos?
Temos tantos assuntos
que estão atrasados.
São tantos anos passados!
O café está fresquinho,
precisamos conversar,
fica mais um minutinho.
Quase tudo está mudado,
vou lhe contar um segredo:
às vezes dá até medo
de sair por aí, pela rua!
Por favor, me passe o queijo.
Ainda vê coelhinhos na lua?
Sinto falta do seu beijo!
Coma, o pão está quente.
Todos brigam por seu bocado
e nunca parecem contentes.
Eu sei que está assustado
com essa tecnologia
e com tanta correria.
Não vá já, não,
fique mais com sua filha.
Vem, me dê a mão, 
conheça o resto da sua família!
Me dê um abraço,
não vá já, não,
alivie meu cansaço.
Depois te levo até o portão!