terça-feira, 18 de novembro de 2008

POEMINHA DO CONTRA do poeta mário quintana.

Todos esses que aí estão
atravancando o meu
caminho
Eles passarão.
Eu, passarinho.